Núcleo Cultural

A partir das mais variadas possibilidades de expressão, descobertas pelos alunos, nasceu o Núcleo Cultural. Ao participarem das atividades artísticas do programa escolar – ateliê, oficinas, aulas de música e até mesmo aulas de informática – mostraram um grande prazer e apreço pelas diferentes formas de comunicação.

Para o atendimento dessa demanda, oferecemos no ano de 2002 a oficina de expressão teatral e informática. Todas essas vivências somadas, permitiram que houvesse por parte dos profissionais uma melhor apreensão do real sentido da linguagem no crescimento dos alunos. Parafraseando Mª Aparecida V. Bicudo, a educação artística, musical, rítmica, dentre outras, possibilitam à pessoa as experiências do belo e do próprio corpo, dando oportunidade para que se sinta e se mova de modo mais livre, mais vibrante. Levam-na mais facilmente às experiências culminantes e essas são essenciais para a realização da pessoa.

O Núcleo Cultural compreende oficinas desenvolvidas no período vespertino e matutino, que não fazem parte da estrutura curricular oficial. Este espaço está aberto para atender não somente os alunos do Núcleo – Aprendizagem de Desenvolvimento, como também a todos.

Oficina de desenho e pintura

Oportunizar diversas formas de expressão através da arte. A arte não é simples articulação de técnicas, ela é o território da livre expressão, da produção de sentidos e significados.

Através do desenho e da pintura o aluno tem possibilidade de entrar em contato com diferentes materiais e técnicas, além de conhecer diversos artistas e suas histórias. A metodologia usada é a da livre expressão.

Oficina de informática

Possibilitar o aprendizado da linguagem computacional, visando que o aluno faça uso do computador de acordo com seus desejos e capacidades. Para tanto, a oficina de informática oferece diferentes possibilidades de aprendizado: das ferramentas básicas, do uso de jogos/entretenimento, uso do editor de texto Microsoft Word, da Internet e de mídias digitais – fotografia e vídeo.

Oficina de Dança

Oportunizar meios para que aconteça a investigação e descoberta do corpo. Trazer a tona um corpo disponível e aberto para diferentes ritmos e estilos de dança.

Para tanto, é necessário:

– praticar passos e técnicas de diferentes estilos de dança, para que os alunos possam se inserir com mais facilidade nos diversos círculos sociais;

– mostrar para o aluno que a dança é um dos canais, por excelência, de expressão e que cada pessoa tem o seu modo peculiar de se expressar, de modo único e significativo e não apenas a reprodução do que a mídia expõe;

– possibilitar que a dança se converta em momentos de diversão, prazer e de convivência em grupo, ampliando as teias de relações.

Oficina de música

Apresentar aos alunos os elementos fundamentais da linguagem musical, a partir dos quais a percepção, a expressão e a capacidade de criação musical serão estimuladas, contribuindo para a atualização das potencialidades musicais dos mesmos, privilegiando o aprendizado a partir da execução de um ou mais instrumentos (violão, teclado, flauta doce e instrumentos de percussão), e/ou da prática do canto.

Corpo e musicalidade

A exploração e pesquisa das possibilidades do corpo em relação aos pulsos, ritmos e embalos musicais:
• Relação corpo/música
• Relação corpo/instrumentos musicais
• Relação corpo/pulsos internos

“ Eu não estou interessada em saber como as pessoas se movem, eu estou interessada no que as faz mover” Pina Bausch

Artes integradas

A Oficina de Artes Integradas é uma oficina aberta à população com o objetivo de propiciar a experimentação de diferentes possibilidades artísticas. Queremos a partir dessa oficina transformar a escola Núcleo em um ambiente vivo, propondo intervenções artísticas dos alunos e apropriando-os de suas capacidades de se expressarem através das artes. 

Acessa Núcleo

A aproximação entre a arte e as propostas de inclusão social busca produzir novas tecnologias socioculturais e desenvolver práticas que proponham vivências criativas e participativas para os jovens com necessidades especiais.

As experiências, nesse sentido, se pautam no aprendizado de técnicas e saberes do campo da arte e seu desdobramento para o circuito social no que refere ao empoderamento nas relações sociais, a produção de valores, a possibilidade de trocas e ao diálogo entre a arte e o cotidiano.

Oficina de Teatro

Explorar a comunicação em sua totalidade através da construção coletiva de um ambiente lúdico e criativo. A linguagem verbal é apenas uma das possibilidades expressivas no teatro, já que a simples presença do corpo ou até o silêncio pode comunicar. Baseada na exploração de diferentes formas de comunicação é que acontece a oficina, na qual cada participante tem seu espaço e tempo para entrar em contato com a linguagem teatral, descobrir suas próprias possibilidades de expressão e criar cenas e enredos em que o aluno exercite sua comunicação. O ponto de partida para a criação das cenas varia de acordo com o interesse do grupo. Podemos partir de uma história, assim como criá-la, escrever um livro e depois encená-lo. A exploração de figurinos e adereços estimula a criação de personagens que podem gerar um roteiro para ser encenado. Uma música gera uma qualidade corporal diferenciada que remete a tipos físicos peculiares, e assim novas personagens são criadas. Ao criar esses “novos eus”, cada participante passa a brincar com a possibilidade de dizer de si, entrando em contato com seus sentimentos, desejos e fantasias concretizando esse universo interno na cena e em relação com o outro.

Oficina de leitura e escrita

Promover o aprendizado da leitura e escrita às pessoas com necessidades educacionais especiais, que não se apropriaram desse código de comunicação, por não terem tido oportunidade ou por não terem logrado sucesso no sistema de ensino.

Oficina de condicionamento físico

Capacitar o aluno para realizar atividade física e reconhecer a importância da mesma para a manutenção da saúde. Orientar o aluno sobre as técnicas e quais atividades físicas devem ser realizadas, para que possa posteriormente, fazer os exercícios de modo independente. As necessidades físicas do aluno serão analisadas periodicamente, para que o programa de condicionamento físico personalizado seja eficaz.

Como podemos ajudar?

Para dúvidas, visitas e mais informações!

Fale Conosco
11 3845 9988 | 11 3044 3744 | Cel: 97146-2479
R. Domingos Fernandes, 556 - Vila Nova Conceição, São Paulo – SP